domingo, 11 de outubro de 2009

Tigres, Novos Tigres e Novíssimos Tigres Asiáticos


A expressão Tigres Asiáticos é usada para se referir ao bloco econômico formado por Hong Kong, Cingapura, Coréia do Sul e Taiwan (antiga Formosa). A denominação de “tigre” é dada em referência à agressividade destas economias, que na década de 60 eram relativamente pobres e possuíam certos indicadores sociais semelhantes aos de países africanos. A partir da década de 80, o perfil econômico dos Tigres Asiáticos começou a mudar significativamente; desta forma, passaram a apresentar grandes taxas de crescimento e uma rápida industrialização.

Em 1º de julho de 1997, Hong Kong volta à soberania da China, encerrando 156 anos de colonialismo britânico. Passa a se chamar Região Administrativa Especial de Hong Kong. Com a sua transferência - é o quarto mercado financeiro do mundo e o porto mais movimentado da Ásia -, a China amplia seu poderio econômico.

Novos Tigres

A partir da década de 70, o direcionamento da indústria eletrônica para a exportação de produtos baratos traz prosperidade econômica crescente e rápida para alguns países da Ásia. Dez anos depois, Malásia, Tailândia e Indonésia integram o grupo de países chamados Novos Tigres Asiáticos. Apesar da recessão mundial dos anos 80, apresentam uma taxa de crescimento médio anual de 5%, graças à base industrial voltada para os mercados externos da Ásia, Europa e América do Norte.

Petronas Towers, Kuala Lampur, capital da Malásia.

Novíssimos Tigres

Filipinas e Vietnã são outros países que passaram por um acelerado processo de industrialização nos anos 1980 e 1990, conseguindo superar a grave crise econômica que atravessaram no fim da década de 1990.

Em síntese, podemos dizer que as estratégias dos Tigres Asiáticos tiveram como foco, o mercado externo. Esses países passaram a produzir toda espécie de produtos para as nações desenvolvidas, assumindo um caráter totalmente exportador.

Manila, capital das Filipinas

Hanói, capital do Vietnã

Ainda sobre os Tigres Asiáticos, em virtude da sua grande oferta de mão-de-obra barata - aliada ao fator da preocupação das potências mundiais em relação à bipolaridade no contexto da Guerra Fria -, esses países atraíram uma enorme quantidade de investimentos externos.

Para corresponder aos interesses dos investidores externos, procuraram investir pesado em seus sistemas educacionais, uma vez que era necessário qualificar sua mão-de-obra. Outro elemento que reflete bem as suas posturas exclusivamente exportadoras é a inibição do consumo interno por meio de altas tarifas governamentais.

As críticas em relação a esses modelos se concentram justamente no caráter exportador adotado, uma vez que isso faz com que tais economias se tornem extremamente dependentes da saúde econômica dos países compradores dos produtos exportados.



30 comentários:

  1. Adorei o trabalho, muito bem elaborado!

    Me ajudou a compreender mais sobre o apelido de "tigres Asiáticos"!

    Obrigada pelo conhecimento!

    ResponderExcluir
  2. me ajudou a fazer um trabalho de escola.muito bom.

    ResponderExcluir
  3. mim ajudou no trabalho do colegio, que bom parabêns pelo saite....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mim nao ajudar porque mim ser indio mau!

      Excluir
  4. gostei muito do conteúdo, não tinha até então um bom conhecimento a respeito do assunto.
    agora estou b em melhor informado. obrigado !

    ResponderExcluir
  5. adorei esse trabalho, pois me ajudou a compreender melhor sobre esses tigres asiticos!
    valeu mesmo amei*
    continuem assim.

    ResponderExcluir
  6. Ola boa tarde somos Paulo Macedo e Washington CAndido, professores de Geografia. As informações são preciosas, contudo achamos que falta os referenciais bibliográficos para ajudar os alunos na pesquisa com outras fontes. Colocamo-nos ad isposição para ajudar. Pelos emails: paulomacedo73@gmail.com e washingtoncandido1962@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. Caros colegas Paulo e Washington,

    É sempre bom quando companheiros de área e de profissão se oferecem para ajudar o "Geografia e tal" a, senão ficar melhor, pelo menos ser um canal de comunicação diferente, que faça com que nossos alunos e estudantes de maneira geral encontrem as informações necessárias por gente que ”entende do ramo”, e não por aventureiros e curiosos que não se preocupam se o que estão dizendo corresponde à realidade. Imagino que, como professores, vocês saibam muito bem do que estou dizendo.

    Por outro lado, respondendo ao comentário, se vocês acham que faltam as devidas referências bibliográficas como forma de orientação ao conteúdo encontrado em meu blog, posso garantir a vocês que a minha intenção foi exatamente essa. Em outros casos, até concordaria com o que estão sugerindo, mas nesta postagem em questão, achei procedente escrever de forma breve e concisa, fazendo com que, propositalmente, o assunto não venha de forma “mastigada”, mas que seja um meio que desperte o interesse daqueles que procuram saber sempre um pouco mais.

    Todo tipo de participação é válida e muito bem vinda. Prova disso é que estou disponibilizando os seus e-mails para que, qualquer dúvida, os interessados possam vir a entrar em contato com vocês.

    Apareçam sempre!

    Aquele abraço,

    Márcio.

    ResponderExcluir
  8. muito bom o trabalho professor
    me ajudou a fazer a tarefa para amanha!!!!

    Abraço

    ResponderExcluir
  9. ótimo trabalho!!!!!!!!!!!!!!!
    parabéns, continue assim :D

    ResponderExcluir
  10. muito bom, me ajudou bastante!
    sucesso!

    ResponderExcluir
  11. gostei da informação me ajudou muito nas pesquisas

    ResponderExcluir
  12. parabens pelo site é muito interessante !!!

    ResponderExcluir
  13. gostei desse site! bem legal!!

    ResponderExcluir
  14. vlw me ajudou bastante....

    ResponderExcluir
  15. amei essas fotos elas são de mas adorei o plano de fundo!

    ResponderExcluir
  16. parabens pelo trabalho e pela liçaõ de moral nos dois professores, pois vc ja deu a vara quem quizer q pesque ...parabens Fabio Suzano...

    ResponderExcluir
  17. Obrigado, Fabio, mas, sinceramente, a minha intenção não foi dar lição de moral em ninguém, apenas procurei ser sutil na minha resposta.

    Abração e apareça sempre!

    ResponderExcluir
  18. qual a cultura dos tigres asiaticos responde
    POR FAVOR

    ResponderExcluir
  19. Não entendi a sua pergunta. Se você for mais específico, será um grande prazer poder te ajudar.

    ResponderExcluir
  20. Parabéns pela matéria! Tirou muitas dúvidas!
    continue esse belo trabalho!

    ResponderExcluir
  21. e eu pensando que era tigres de animal,era tigres de "economia" nossa, me ajudou muito essa pesquisa.esse blog é ótimo!

    ResponderExcluir
  22. realmente bela sacada parabens

    ResponderExcluir
  23. Olá, professor! Sou professora de Geografia e gostei muito do seu blog. Concordo com os dois professores acima, mas entendi seu argumento e acho muito pertinente. Abraços

    ResponderExcluir
  24. Pois é, Ana, como educador, garanto que entendi muito bem o teor da sugestão dos colegas. Por outro lado, não podia deixar de manifestar a minha posição em relação ao conteúdo e objetivo do assunto sobre o qual escrevi. Abraços!

    ResponderExcluir
  25. Oie. A influência dos T.A é somente em cima das exportações?

    ResponderExcluir
  26. Não só, Amanda, principalmente porque, com o aumento do custo das produções e a elevação dos salários de seus trabalhadores, os Tigres Asiáticos fizeram o mesmo que o Japão havia feito com eles: investiram em outros países da região como forma de baratear os custos da produção, o que deu origem aos Novos Tigres, também conhecidos como "Tigres Asiáticos de segunda onda".

    Além disso, você há de convir que, se um determinado país se destaca por seu potencial econômico, certamente que ele irá exercer esse poder também em outros campos, como, por exemplo, na política.

    ResponderExcluir