sábado, 26 de junho de 2010

Significados da Bandeira da África do Sul


Em tempos de Copa do Mundo, quando todas as atenções estão voltadas para a África do Sul, algumas curiosidades sobre este belo e rico país, de cerca de 48 milhões de habitantes, merecem um capítulo à parte, mesmo que não seja necessariamente sobre futebol.

Uma delas se refere especificamente à sua bandeira nacional, que foi adotada a 26 de abril de 1994 (ano das primeiras eleições livres após o término do cruel regime de segregação racial, o apartheid, em 1990), concebida pelo Armeiro de Estado, F. Brownell, depois de uma frustrada tentativa de criar uma nova bandeira a partir de sugestões da população sul-africana.

Quando tem que ser, não te jeito. A nova bandeira, cheia de simbolismos, caiu no gosto popular e foi incorporada de vez como o principal símbolo desta nação dos lados meridionais do continente africano.

Ao observar a configuração da bandeira da República da África do Sul, percebemos que ela é composta por duas bandas horizontais de vermelho (topo) e azul, separadas por uma banda central (verde) que tem a forma de um Y horizontal, cujos braços terminam nos cantos do lado da tralha. O Y delimita um triângulo isósceles preto, separado dele por listas amarelas estreitas. As bandas vermelha e azul estão separadas da área verde por listas brancas estreitas.

Em seis cores (preta, amarela, verde, branca, vermelha e azul), a bandeira da África do Sul apresenta no centro um "Y" deitado. Este "Y" simboliza a convergência em uma só nação, após o regime de apartheid. A cor vermelha simboliza o sangue. A cor azul representa o céu. O verde simboliza a terra da África do Sul coberta por rica vegetação. A cor preta representa os cidadãos negros e o branco os de cor branca. A cor amarela simboliza o ouro, minério muito presente em solo sul-africano.

As cores também podem ser atribuídas a união dos povos que fizeram parte da história da África do Sul. As cores preta, verde e amarela faziam parte da bandeira do Congresso Nacional Africano (partido que representava a maioria negra na época do apartheid). Já as cores vermelha, azul e branca fazem parte das bandeiras do Reino Unido e Holanda (países que colonizaram a região no passado).

E depois de toda essa explicação fica claro perceber que por trás de toda essa variedade de cores existe uma bonita história da luta de um povo contra a injustiça e, acima de tudo, por um sonho de liberdade.

Bandeira utilizada de 1910 a 1928

Bandeira adotada entre 1928 e 1994

4 comentários:

  1. aveu muito bom me ajudou muitoooo

    ResponderExcluir
  2. legal tirei 100 na minha pesquisa adorei

    ResponderExcluir
  3. Gostei me ajudo muito obrg.

    ResponderExcluir