sábado, 27 de novembro de 2010

Diferença entre neblina e nevoeiro

Torre de Belém, Lisboa

A neblina não é um tipo de precipitação, o que significa que ela não cai. Da mesma forma que acontece com o orvalho e a geada, trata-se de uma forma de condensação superficial que ocorre próximo à superfície da Terra.

Na verdade, o processo de formação de uma neblina ou nevoeiro se dá através da suspensão de minúsculas gotículas de água ou cristais de gelo numa camada de ar bem perto do solo.

Esse fenômeno pode ser visto quando o ar quente e úmido, em contato com o solo frio ou com superfícies líquidas (como também pode ser observado em rios, lagos e em regiões litorâneas), perde calor e se condensa, sendo comum em noites de céu limpo, ventos fracos e umidade relativa razoavelmente alta.


Mas se você ainda não está satisfeito com a explicação e quer saber realmente o que diferencia uma neblina de um nevoeiro, saiba que até entre especialistas existe alguma controvérsia sobre o assunto.

De qualquer modo, por convenção internacional é estabelecido que a densidade de cada uma é que faz que recebam classificações distintas.

Enquanto o termo nevoeiro é aplicado quando a visibilidade horizontal no solo é inferior a 1 km, a neblina, por sua vez, é assim denominada quando essa suspensão é superior a 1 km.

Adaptado de Lúcia Marina e Tércio, Geografia (Editora Ática).

Leia mais em:

http://mundoestranho.abril.com.br/ambiente/pergunta_287963.shtml

2 comentários:

  1. eu nao sabia tudo iso cara.
    e tao enterensante

    ResponderExcluir
  2. Apenas uma observação quanto ao último parágrafo: a neblina é menos densa, logo, permite visibilidade maior que o nevoeiro.

    ResponderExcluir