quinta-feira, 31 de maio de 2012

Guerra do Paraguai: Maldita Guerra ou Genocídio Americano?

A Batalha do Avahy, de Pedro Américo

Já faz um tempo, mas depois de ler o livro Maldita Guerra, de Francisco Doratioto, comecei a rever os conceitos que tinha a respeito da Guerra do Paraguai.

Maldita Guerra, de Francisco Doratioto

Tudo aquilo que aprendera através da literatura oficial, reforçada durante a adolescência com a leitura de Guerra do Paraguai: Genocídio Americano, de Júlio José Chiavenato, foi por água abaixo ao perceber que a versão que defendia a tese de que os interesses britânicos na região conduziram Brasil, Argentina e Uruguai a enfrentar os paraguaios apresentava alguns argumentos que deveriam ser questionados.

Genocídio Americano

Outros fatores que foram colocados em questão diziam respeito aos indicadores sociais e econômicos de nosso vizinho. Pintado como um país desenvolvido e auto-suficiente, liderado por Solano López, um verdadeiro libertador posteriormente transformado em mártir, o Paraguai apenas se defendia de forma heróica contra a audácia de nações mais poderosas que queriam subjugá-lo.

Vale a pena ler os dois livros acima citados para comparar as formas de abordagem e repensar as causas do maior conflito de todos os tempos da América do Sul.

Leia mais em:

Nenhum comentário:

Postar um comentário